Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(S)em Sentido

Nem tudo o que parece é, fica para ver...

(S)em Sentido

Nem tudo o que parece é, fica para ver...

04.Jul.18

Parte II: TAP? Só que não...

Claudia de Almeida

20180626_200902

 

Lisboa, 26 de junho, Aeroporto Humberto Delgado

 

O voo TP649 aterra em Lisboa com um atraso considerável sem que, no entanto, ficasse comprometida, segundo a tripulação do TP649, a ponte aérea Lisboa-Porto, uma vez que, o voo TP1928 estava igualmente atrasado e apenas partiria no momento em que o avião proveniente de Bruxelas aterrasse e os passageiros ocupassem os seus lugares na aeronave que faria Lisboa-Porto. Lapso da tribulação, erro (premeditado) da TAP, falta de profissionalismo do pessoal de terra da TAP/Ground Force, não sei bem, o que é certo é que a porta de embarque fechou antes da hora prevista (tendo em conta a informação prestada pelos placards eletrónicos espalhados pelo aeroporto que davam como hora de partida do voo as 23h45) não sendo possível o embarque de cerca de 50 pessoas.

Mas o avião levantou voo vazio? Foi a questão que imediatamente eu e mais meia dúzia de pessoas fizemos a nós próprias, ao que parece não levantou vazio, bem pelo contrário, os passageiros que estavam há um dia ou dois retidos no aeroporto de Lisboa foram aparentemente direcionados ao “nosso voo”, ou seja, o atraso do nosso voo foi a desculpa perfeita para a TAP “apagar a borrada” para com estes passageiros. Fomos as vítimas seguintes da falta de respeito e profissionalismo da TAP, vimos a porta de embarque e do avião fecharem na nossa cara, e com um ar de gozo disseram-nos “dirijam-se ao balcão de reclamação…”.

Cancelamentos, atrasos que se transformaram em algo inexplicável, um balcão de reclamação que apenas tinha uma funcionária para atender e dar resposta a meia centena de pessoas. Mas que resposta? Nenhuma, desculpas e mais desculpas foi tudo o que ouvi, permaneci “trancada” no aeroporto por horas, sem resposta às minhas questões, sem soluções convenientes por parte da TAP, sem garantias de nada nem de ninguém.

Queres saber mais pormenorizadamente o que se passou comigo em Lisboa na madrugada de terça-feira, dia 26? Hoje, às 23h na SIC Notícias, no programa “Negócios da Semana” o tema vai ser explorado. Fica para ver…

 

5 comentários

Comentar post