Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(S)em Sentido

Nem tudo o que parece é, fica para ver...

(S)em Sentido

Nem tudo o que parece é, fica para ver...

15.Jul.18

Manuel Monteiro: O Homem por Detrás do Político

Claudia de Almeida

manuel.monteiro

Fonte: https://assinatura.ionline.pt/autor/manuel-monteiro

 

"O Homem é um animal político"

Aristóteles.

 

Na semana em que se tornou novamente público o eventual regresso do ex-líder do CDS/PP, Manuel Monteiro, à vida política ativa, é o momento de escrever sobre o homem por detrás do político.

Conheci o doutor Manuel Monteiro em setembro de 2014, quando tinha vinte e um anos e acabava de iniciar uma das fases mais desafiantes da minha curta vida, era uma miúda curiosa e apaixonada por política, talvez por isso quando me deparei com o doutor Manuel Monteiro tenha ficado “anestesiada”. Conhecer um ex-líder político era uma oportunidade única na vida, daquelas imperdíveis, daquelas que todas as pessoas deveriam possuir para entenderem a verdadeira essência da política pura e dura, e foi uma experiência única e inesquecível, foram quatro anos que não esquecerei nunca: pelos conhecimentos teóricos adquiridos, pelo enriquecimento da minha cultura política, nomeadamente da política internacional, pelas histórias (bonitas e boas/ feias e más) que ouvi ao longo dos anos em que tive a honra de estar sentada numa sala de aula com um professor e orador irrepreensível.

Hoje, quatro anos depois, com uma licenciatura terminada, uma tese por redigir, tenho que escrever sobre o Homem, não sobre o político, esse todos os portugueses conhecem (ou deveriam conhecer). O doutor Manuel Monteiro devolveu-me o gosto pela política, ensinou-me a ler as entrelinhas das relações internacionais, encorajou o meu espírito crítico, mas, sobretudo, abriu-me portas para pessoas e oportunidades que não teria tido capacidade de alcançar sozinha ou de forma relativamente simples, não me esquecerei da possibilidade conhecer pessoas de partidos políticos, as visitas ao Parlamento Europeu e à sede da NATO em Bruxelas.

Mas mais do que os ensinamentos políticos e académicos, as oportunidades que me concedeu em diversas vertentes, o doutor Manuel Monteiro ficou-me na memória pela honestidade, pela disponibilidade para escutar as minhas questões tanto académicas como pessoais, pelas palavras doces e duras nos momentos certos. Mais do que na memória, o doutor Manuel Monteiro ficará para sempre no meu coração pelas palavras reconfortantes e paternais que me dirigiu algures numa quarta-feira menos boa da minha vida, mas sobretudo, por me ter conseguido devolver algo que tinha perdido há demasiado tempo: a confiança em mim e no meu valor, sobretudo enquanto pessoa e mulher.

Deixo-vos a frase que marcará para sempre a minha vida. Um conselho do Homem por detrás do ex-líder político, um conselho cheio de sabedoria e de bondade:

“Não permita que ninguém lhe tire o brilho e a desvalorize. A Claudia tem um futuro brilhante à sua frente, não o destrua por quem quer que seja, nem permita que destruam os seus sonhos e objetivos.”